Links

Link topo

Link topo

PESQUISE NOSSAS ATIVIDADES AQUI!

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Plano de aula 4 Ano: Leitura, interpretacao e gramática.











Conteúdo
- língua portuguesa: Leitura, interpretação de texto, gramática (verbos, classificação silábica, substantivo próprio, encontros vocálicos e consonantais e tipos de frases).
- Socialização.  

Objetivos
- Realizar a leitura com entonação.
- Valorizar a leitura.
- Interpretar a partir de sua leitura.

Anos
4º.

Tempo estimado
3 momentos

Material necessário
Quadro negro ou Xerox, materiais para a dramatização. 

Desenvolvimento
Conversarei com os alunos sobre a amizade? O que eles entendem sobre uma verdadeira amizade. Quem são seus melhores amigos? Deixe que relatem ocasiões que viveram que confirmou que a amizade era verdadeira. Na sequencia dizer eles que tenho um texto para contar que relata um episódio de amizade, entregarei o texto a cada um deles pedindo para que façam uma leitura silenciosa ou que algum deles faça a leitura para a turma, logo após a dramatização. Em outros momentos farei a interpretação, gramática e produção de texto.


Um amigo verdadeiro
Sempre que Rogério sai de casa, esquece-se de alguma coisa. Quando se lembra, já é tarde demais.
E o que é que Rogério faz? Absolutamente nada. Só pensa: “Ainda bem que tenho o João”.
O João é o seu melhor amigo, um amigo a sério, um amigo com quem se pode contar.
O Rogério sabe muito bem o que é um amigo com quem se pode contar. Sempre que ele se esquece de alguma coisa, é o João que o livra de apuros.
O Rogério vai para a escola sem sapatilhas.
— Logo vi que ias esquecer-te! — diz o João, tirando um par de meias grossas do saco de ginástica, que entrega ao Rogério.
O Rogério chega ao parque sem bola.
— Logo vi que ias esquecer-te!
O João tem escondida atrás das costas a sua própria bola, que lhe estende.
O Rogério vai com o João à feira popular e não leva dinheiro na carteira.
— Logo vi que ias esquecer-te! — E como não se pode andar no carrossel sem pagar, o João tira uma moeda do bolso.
E é assim dia após dia: o Rogério esquece-se sempre de alguma coisa, o João, nunca… ou será que não?
Não. O João esquece-se sempre dos lápis de cera. Não adianta esforçar-se por fazer a pasta a tempo e horas. Quando chega a aula de desenho, o João não tem os lápis de cera na pasta.
O Rogério sabe que o João se esquece sempre deles, e por isso ele, Rogério, pode esquecer-se de tudo o que há no mundo, só não se esquece dos lápis de cera.
Estão na aula de desenho. O Rogério tira os seus lápis da pasta e põe-nos em cima da carteira. O João volta a ficar corado de vergonha porque deixou os lápis em casa, no quarto.
Então, o Rogério sorri e tira da pasta outra caixinha de lápis de cera, que pousa em cima da carteira do João.
— Logo vi que ias esquecer-te! — diz ele a sorrir.
Lene Mayer-Skumanz (org.)
Hoffentlich bald
Wien, Herder Verlag, 1986
tradução e adaptação
http://lerpensar.wordpress.com/
1 momento:
·         Leitura silenciosa e oral.
·         Representação.

2 momento:
·         Interpretação textual:
ü  Quais são os personagens do texto?
ü  Com quem Rogério pode contar quando se esquece das coisas?
ü  Será que João é seu único amigo? Explique.
ü  Quais são as coisas que Rogério se esquece?
ü  João nunca se esquece de nada ou acaba se esquecendo de algo também?
ü  Qual a reação de Rogerio ao saber que seu amigo sempre se esquece dos lápis de cera?
ü  Você tem um amigo assim que faz parte de sua vida?

3 momento
·         Gramática:
ü  Numere os parágrafos.
ü  Retire do texto palavras:
Monossílabas
Dissílabas
Trissílabas
Polissílabas
Substantivo próprio
Verbos
Encontros consonantais
Encontros vocálicos
ü  Uma frase:
Interrogativa
Exclamativa
Afirmativa
ü  Passe o quarto parágrafo para o tempo futuro.

·         4 momento
ü  Produção de texto, relatando uma passagem que ocorreu com você e seu amigo. Título livre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário